sexta-feira, 30 de maio de 2008

Fio

Como um fio de seda que balança ao sabor do vento e das gotas de chuva que quase o partem. Frágil e resistente ao mesmo tempo. Vai e vem, roda, gira e torçe. Não parte. Estica e encolhe, desenrola e volta a enrolar qual novelo colorido.

Fio ponte com gente nas pontas... Ou talvez não. Fio ponte com gente mais que gente nas pontas.

1 comentário:

  1. Sinto-me uma dessas pessoas numa das pontas de um fio, que penso que vai quebrar em qualquer momento, mas que continua forte como no início... E o fio balança, balança, mas continua sempre com uma pessoa em cada ponta... mais perto, mais longe, mais perto, mais longe...

    ResponderEliminar